CESVI Brasil - Centro de Experimentação e Segurança Viária

Economizando com a manutenção da frota

Respeitar o calendário de manutenções, otimizar o uso do veículo, treinar os funcionários e usar software de gestão são dicas valiosas.

26/05/2017
Para controlar e reduzir os valores da manutenção de cada veículo, é importante que os gestores de transporte utilizem métodos práticos e orientem seus funcionários. Valter Luiz da Silva, gerente comercial da BgmRodotec, empresa do segmento de software de gestão para empresas de transporte, lista quatro dicas para economizar com a manutenção da frota. Confira!


1 – Fique atento ao calendário das manutenções preventivas

É fundamental realizar manutenções preventivas para garantir significativa redução de custos, além do bom funcionamento do veículo e segurança para os motoristas, evitando surpresas como quebras de carros em situações extremas, que podem acarretar atraso das operações ou entregas. Itens como bateria, filtros, sistemas de escapamento e pneus precisam ser verificados e trocados regularmente, pois podem apresentar desgaste acentuado. No caso dos pneus, a calibragem com a pressão de ar adequada é uma prática que estende sua vida útil, adiando a necessidade de substituir por novos. 

2 – Otimize o uso do veículo

O veículo é ferramenta essencial para o trabalho, por isso boas práticas do motorista e atenção às suas especificações por parte dos gestores são fundamentais para otimizar seu uso. O gestor precisa pesquisar o preço dos combustíveis, que sofre alterações com bastante frequência, fazer orçamentos entre as empresas que estão ao seu redor, identificar aquelas que oferecem os melhores benefícios para o negócio e fazer parcerias de médio e longo prazo. O motorista, por sua vez, deve ficar atento ao câmbio, para sua segurança e também para a carga que está sendo transportada. Em estradas, com a velocidade regular, é indicado que seja utilizada a marcha mais alta possível, pois as rotações do motor serão mais baixas, resultando em menor gasto de combustível e melhor performance.

3 – Treine e conscientize funcionários

No caso específico dos motoristas, a conscientização da boa conduta no trânsito evita acidentes e multas que se tornam cifras e mais cifras para a companhia. A empresa, ao adotar padrões de desempenho e segurança, pode orientar sua equipe corretamente, investindo também na reciclagem desses conhecimentos para manter as informações sempre atualizadas. Um exemplo, é instruir os motoristas a evitarem acelerações ou desacelerações bruscas, diminuindo o consumo de combustível e desgaste nos pneus e outras peças do veículo.

4 – Utilize um software de gestão de frotas

Realizar a gestão da frota por meio de planilhas ou até mesmo utilizando sistemas de diversas naturezas pode ser algo bastante complicado se analisarmos a quantidade de decisões diárias que uma empresa de transporte precisa tomar. Por isso, o ideal é buscar no mercado softwares que funcionam de forma totalmente integrada e consigam unir, por exemplo, as informações da garagem com o setor de estoque, compras e contas a pagar. Isso garante o dinamismo nas atividades, uma vez que as informações circulam de forma organizada, evitando compras desnecessárias de peças e proporcionando o controle do que foi pago para cada fornecedor. 

Voltar