CESVI Brasil - Centro de Experimentação e Segurança Viária

Roupa chamativa deveria ser regra para motociclista

Ser visto é um dos principais recursos para minimizar os riscos de acidente pilotando uma moto.

03/01/2017
Na França, uma lei entrou em vigor no início de 2016 obrigando todos os motociclistas a portar um colete de cores fluorescentes devidamente homologado. No entanto, curiosamente, não é obrigatório seu uso contínuo, mas apenas em situações de emergência, como em uma hipotética parada no acostamento. Aliás, o colete reflexivo é equipamento obrigatório inclusive para motoristas que fazem paradas de emergência.

Já no Brasil, os coletes reflexivos são obrigatórios apenas para motofretistas. 

Só que mais importante do que a existência de uma lei é o bom senso, entender que a chance de ser visto, especialmente de noite, trajando roupas claras é garantia de mais segurança.

Enfim, para qualquer motociclista ser visto essa é regra básica de sobrevivência. Roupas claras, chamativas, reflexivas ou fluorescentes não vão extinguir a frase "eu não te vi!", mas certamente diminuirão bastante a possibilidade de ela ser ouvida.

Confira aqui a íntegra do artigo de Roberto Agresti, especialista no universo das motocicletas, sobre a importância do uso de roupas chamativas pelo motociclista.

Voltar